Dores na coluna, acompanhados de formigamento, queimação, câimbras e rigidez nas pernas ou braços, podem ser sintomas da hérnia de disco extrusa, que pode ser tratado de forma eficaz, em poucas sessões, sem remédio ou cirurgia.

O que é hérnia de disco Extrusa?

A hérnia de disco extrusa é uma das manifestações de desgaste mais grave de coluna, que afeta o disco vertebral, uma espécie de amortecedor localizado entre as vértebras. Quando não tratado a tempo pode provocar dores persistentes, aguda e incapacidade dos movimentos.

A hérnia de disco extrusa é uma condição ainda pior do que a hérnia de disco que se conhece habitualmente ocorre de forma silenciosa e em alguns casos é indicada a cirurgia.

O disco é formado por duas estruturas, o anel fibroso e o núcleo pulposo que dão condições para haja movimento, estabilidade e distribuição de carga em seu interior. O anel fibroso (parte externa do disco) é formado por um tecido cartilaginoso e a substância gelatinosa (parte interna do disco) é um tecido viscoso rico em proteínas e outros micronutrientes.

Pela manhã os discos estão hidratados podendo a pessoa atingir até dois centímetros de altura, perdendo essa altura durante e no final do dia. Quando dormimos recuperamos a altura hidratando novamente os discos. É muito importante o repouso e o movimento para que o disco fique sempre nutrido e realizando as suas funções.

Quando ocorre o desgaste no anel fibroso, rompem-se as suas fibras cartilaginosas provocando o deslocamento da substância gelatinosa, sem que haja extravasamento do conteúdo. Essa condição se dá o nome de hérnia de disco.

Quando ocorre o desgaste ainda maior do anel fibroso e ao mesmo tempo o rompimento da última fibra do anel fibroso, ocorre o extravasamento de parte da substância gelatinosa denominamos essa manifestação de hérnia de disco extrusa.

Ocorre que esse extravasamento muitas vezes atinge os nervos e o canal medular provocando irritação das estruturas bem como uma compressão do conteúdo existente na região. Quando isso ocorre os sintomas instalam e ficam cada vez mais fortes, persistentes e irradiados para os braços ou para as pernas.

Saiba como tratar de forma eficaz e rpida a hrnia de disco extrusa

Uma definição ilustrativa da hérnia de disco extrusa

Pense num chiclete babaloo, com o conteúdo interno viscoso e gostoso (substância gelatinosa) e a parte externa a goma (anel cartilaginoso). Logo que mordemos com força essa goma ocorre uma fissura que provoca o extravasamento da substância viscosa do seu interior para fora. E o que ocorre de forma ilustrativa com o disco levando a hérnia de disco extrusa.

A maioria das dores musculoesqueléticas, em especial as dores na coluna é de origem "mecânica", ou seja, é provocada por uma posição ou um movimento aplicado nos músculos e articulações. A hérnia de disco extrusa quando bem diagnosticada pode ser tratada em poucas sessões de fisioterapia especializada em coluna, sem remédio ou cirurgia.

Anti-inflamatórios e analgésicos não são o tratamento em si, fazem parte do tratamento.

Medicamentos anti-infamatórios e analgésicos somente aliviam as dores e não resolve o problema mecânico responsável por causar a maioria das dores nas costas, em especial, à hérnia de disco e hérnia de disco extrusa.

Ninguém tem que viver com dores nas costas muito menos com as hérnias de disco extrusa. É muito importante ter no tratamento da hérnia de disco extrusa um profissional fisioterapeuta experiente em coluna para a melhor abordagem de tratamento.

O que a ciência diz sobre as hérnias de discos, em especial, a hérnia de disco extrusa?

Muitas hérnias de disco e hérnia de disco extrusa melhoram pela sua história natural, ou se tratado pela forma conservadora, a fisioterapia especializada.

Pacientes com um diagnóstico confirmado de hérnia de disco extrusa, geralmente respondem bem a um programa agressivo de reabilitação física durante 3 meses de acompanhamentos. Os resultados são satisfatórios na maioria dos casos.

O autocuidado competente ensinado pelo profissional fisioterapeuta especializado em lesões musculoesquelética da coluna, associado aos exercícios específicos e atividade física ajudarão na manutenção da melhora dos movimentos da coluna bem como a prevenir de futuras crises.

Como obter um tratamento eficaz e ficar livre desse sofrimento?

A Fisioterapia Avançada através do método McKenzie de Diagnóstico e Terapia Mecânica (em inglês Mechanical Diagnosis and Therapy MDT) mostra uma recuperação eficaz para dor na coluna e irradiada, buscando mapear toda a história da disfunção musculoesquelética, apresentando assim um caminho contrário o da lesão, para restabelecer o movimento normal da articulação da coluna, abolindo os sintomas.

O principal papel do profissional fisioterapeuta é restabelecer a função do sistema musculoesquelético e para que isso ocorra é utilizado o movimento como a mais importante ferramenta terapêutica.

A experiência profissional e a técnica eficaz aliados ao trabalho humanizado são determinantes para um tratamento que possibilite identificar a disfunção e a origem dos sintomas na coluna e irradiada, possibilitando assim, um tratamento rápido, realizado em poucas sessões, sem medicamento ou cirurgia.

A maioria dos pacientes, quando dispõe do conhecimento adequado, pode se tratar com sucesso e os resultados aparecem rápidos, sem a utilização de remédios ou cirurgia.

Dr. Abnel Alecrim, Fisioterapeuta, Especialista em Reabilitação Musculoesquelética e Esporte, Campinas, SP, Brasil.

Fique livre das dores musculoesqueléticas. Faça a Fisioterapia Avançada.


Deixe seu recado:

Curta e Interaja

Entre em Contato

(19) 3308-6330

(19) 3212-1140

Segunda à Sexta das 8h às 18h.

Solicitação de Agendamento

Agende uma avaliao!